Capital das bicicletas regressa ao percurso e espera pelos sprinters

Se há terra que pode dizer que é de ciclismo é Águeda. Não é por acaso que é considerada a capital da bicicleta, por toda uma indústria que tem as bicicletas no centro das atenções. Por isso mesmo, tinha de fazer parte da Edição Especial e assim transmitir uma mensagem de esperança ao território nacional e às suas gentes.

A sua ausência da Volta a Portugal é longa. É preciso recuar a 2001, quando o italiano Salvatore Commesso lá venceu. Mas sem ser nesta corrida, há uma pessoa que está na Volta e que ganhou em Águeda em 2007, no Grande Prémio CTT Correios de Portugal. José Azevedo estava em final de carreira, representando o Benfica. Agora é diretor desportivo da Nippo Delko One Provence.

Azevedo não era sprinter, mas esta sexta-feira, a expetativa é de uma chegada para os homens mais rápidos, que saíram frustrados da etapa de Viseu. Oier Lazkano (Caja Rural) conseguiu manter-se isolado à frente do pelotão, numa etapa que teve mais dificuldades do que terá a de quinta.

Celavisa e Espinheira são duas quartas categorias e apesar de algum sobe e desce na primeira metade da corrida, os últimos 70 quilómetros serão planos. Oliveira do Hospital – no Largo Ribeiro do Amaral – receberá a partida (12h50) para os 176,3 quilómetros, com a meta a estar instalada na Avenida Calouste Gulbenkian (previsão de chegada entre 17h30 e 17h45). Ao contrário de Águeda – que é palco habitual do Grande Prémio Abimota -, Oliveira do Hospital tem surgido no percurso da Volta em anos recentes.

Candidatos

À cabeça terá de estar Daniel McLay. O sprinter da Arkéa Samsic veio a Portugal para ganhar etapas como esta e foi o primeiro do pelotão em Viseu. O segundo lugar soube a pouco ao britânico. Entre os portugueses César Martingil (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), João Matias (Aviludo-Louletano), Samuel Caldeira (W52-FC Porto) e Leangel Linarez (Miranda-Mortágua) são candidatos a uma vitória.

Porém, há um pormenor em ter em conta. Em certas zonas do percurso, o vento poderá pregar partidas, com rajadas de 35 quilómetros/hora e mesmo em Águeda haverá algum vento, segundo as previsões. Estas apontam também para a possibilidade de chuva.