Gustavo César Veloso conquista amarela em Fafe

O galego Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) iniciou de forma autoritária a Volta a Portugal Edição Especial Jogos Santa Casa, ganhando hoje, em Fafe, o prólogo de 7 quilómetros.

O corredor portista, o mais velho da competição, com 40 anos, concluiu o exercício individual em 9m39s, graças a uma corrida à média de 43,523 km/h. A vitória foi conseguida por uma margem de apenas um segundo para os dois corredores mais próximos, Rafael Reis (Feirense), segundo, e Daniel Mestre (W52-FC Porto), terceiro.

“É a minha décima primeira Volta. Já tinha três segundos lugares em prólogos. Desta vez estive quase para fazer segundo de novo, mas, felizmente, consegui vencer. A idade é apenas um número, o que conta é a determinação, o trabalho e acreditar em nós próprios. A pandemia prejudicou todos os atletas, mas chegámos todos praticamente nas mesmas condições. A corrida acaba de começar e faltam os dias duros para definir a classificação geral”, afirmou Gustavo César Veloso, após o esforço.

O traçado deste prólogo dividia-se em duas metades, uma fase mais técnica, com descidas, no início, e um troço final fisicamente mais exigente, com subida e empedrado. Estes ingredientes permitiram uma classificação em que se misturaram, nos lugares cimeiros, contrarrelogistas puros, sprinters e homens que pretendem ser protagonistas na luta pela Camisola Amarela Jogos Santa Casa.

Para já, a geral fica ordenada exatamente da mesma forma que o prólogo. Gustavo César Veloso é também um ciclista a ter em conta para a classificação geral e ganhou tempo a toda a concorrência. Entre os pretendentes à camisola amarela, nota para os bons desempenhos da dupla da Efapel António Carvalho, quinto, a 6 segundos, e Joni Brandão, sexto, 7 segundos. João Rodrigues (W52-FC Porto) foi oitavo, a 8 segundos, e Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano) fechou o top 10, a 12 segundos. Frederico Figueiredo (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), 22.º, a 23 segundos, foi um pouco mais penalizado, numa prova em que não é especialista.

A W52-FC Porto comanda por equipas e o espanhol Carlos Canal (Burgos-BH) veste a Camisola Branca IPDJ, símbolo de melhor sub-23 da competição.

A primeira etapa em linha, a mais longa da competição, disputa-se nesta segunda-feira. O pelotão vai enfrentar 180 quilómetros, entre Montalegre e o alto de Santa Luzia, em Viana do Castelo. A meta coincide com um prémio de montanha de terceira categoria.

CLASSIFICAÇÃO COMPLETA