Luís Gomes ergue os braços na Santa Luzia

Luís Gomes (Kelly-Simoldes-UDO) venceu hoje a primeira etapa em linha da Volta a Portugal Edição Especial Jogos Santa Casa, impondo-se no alto de Santa Luzia, Viana do Castelo, ao cabo de 180 quilómetros, iniciados em Montalegre.

A subida vianense, em empedrado, fez-se em ritmo forte, reduzindo muito o pelotão, para deixar um grupo restrito na discussão da etapa. Luís Gomes revelou coragem, atacou de longe, a 175 metros da meta, e aguentou a aproximação dos rivais para triunfar ao fim de 4h24m41s. Dois homens da W52-FC Porto ocuparam as posições imediatas. Daniel Mestre foi segundo e Gustavo César Veloso terceiro, defendendo eficazmente a Camisola Amarela Jogos Santa Casa.

“Foi um dia tranquilo. A minha equipa fez um excelente trabalho para me colocar na frente no início da subida. Sei que sou um homem rápido e sprintei a dar tudo o que tinha para ganhar. O António Carvalho atacou de longe e o Daniel Mestre teve de fechar o espaço. Fui na roda dele e poupei-me para a parte final. Foi esse bocadinho que fez a diferença”, reconhece Luís Gomes.

A mais longa etapa da prova foi palco da candidatura à mais extensa fuga da prova. O protagonista foi Marvin Scheulen (LA Alumínios-LA Sport), que atacou praticamente de “bandeirada”, chegou a ter 8 minutos de vantagem sobre o pelotão e manteve-se sozinho, em cabeça de corrida, até faltarem 13 quilómetros para a chegada.

O ritmo foi muito endurecido após o final da fuga, mas acabou por assistir-se a um sprint numa montanha de terceira categoria. Os “cortes” de tempo alteraram o ordenamento da classificação geral, mas não mudaram o primeiro classificado.

Daniel Mestre amealhou pontos suficientes nas metas volantes da etapa para chegar ao fim da jornada em posse da Camisola Vermelha Cofidis, símbolo do mais regular. Luís Gomes é o dono da Camisola Branca e Vermelha Fidelidade, símbolo de melhor trepador, em igualdade pontual com Marvin Scheulen. O espanhol Carlos Canal (Burgos-BH) continua a ser o melhor sub-23, envergando a Camisola Branca IPDJ. Por equipas manda a W52-FC Porto.

Gustavo César Veloso mantém-se no topo da tabela, mas agora tem o colega de equipa Daniel Mestre na posição imediata, a 1 segundo. O terceiro é Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 4 segundos.

“A equipa fez um grande trabalho, sobretudo o Samuel Caldeira. Cumprimos os objetivos de não ter percalços e de não perder tempo para os rivais. Saímos da etapa de hoje tal como iniciámos e isso é o mais importante. Vamos continuar a lutar para manter a camisola amarela na equipa”, frisa Gustavo César Veloso.

A segunda etapa, nesta terça-feira, adivinha-se determinante para a definição da classificação geral individual. O pelotão vai partir de Paredes, às 12h30, para chegar ao alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto, cerca das 17h30, depois de percorridos 167 quilómetros.

Além da subida para a meta, de primeira categoria, o itinerário engloba as subidas de Rebordosa (4.ª categoria, km 11,6), serra do Marão (1.ª categoria, km 96), Velão (4.ª categoria, km 110,7) e Barreiro (1.ª categoria, km 131,7).

CLASSIFICAÇÃO COMPLETA